CANTOS: a correlação entre inflamação e DAC

07/08/2018 | 06:00

Compartilhe:

Sabemos hoje que a inflamação se associa com a instalação, progressão e instabilidade da placa aterosclerótica. Apesar de se esperar um benefício conceitual do tratamento anti-inflamatório em pacientes com doença aterosclerótica coronariana, até recentemente nenhum estudo havia demonstrado diminuição de eventos cardiovasculares com o uso desses medicamentos. É nesse cenário que desponta o estudo CANTOS, publicado no Journal of the American College of Cardiology, neste ano de 2018, tendo como foco o uso do medicamento Canakinumab.  Para comentar o assunto em profundidade e seus resultados na prática clínica, Bate-Papo com o InCor trouxe um dos autores do CANTOS, o Dr. José Carlos Nicolau, diretor da Unidade Clínica de Coronariopatia.

Você não pode perder essa!

Publicidade
back-top