Estudo prospectivo e randomizado para avaliar a eficácia e segurança da ablação epicárdica de taquicardia ventricular utilizando cateter irrigado com sensor de contato

20/02/2019 | 18:00

O mapeamento e ablação epicárdico é frequentemente necessário em pacientes com cardiopatia não-isquêmica, especialmente pacientes com doença de Chagas. Entretanto, não existem estudos randomizados provando a sua superioridade em comparação a ablação endocárdica exclusiva. Métodos: Foram selecionados 30 pacientes com doença de Chagas encaminhados para ablação de TV sendo randomizados para (1) ablação endocárdica exclusiva e (2) ablação endo e epicárdica combinada. No grupo combinado a ablação era realizada na superfície que se observava os melhores sinais durante TV ou mapeamento de substrato. No grupo endocárdico exclusivo, a ablação era realizada inicialmente na superfície endocárdica apenas e se não existisse cicatriz ou a TV clínica se mantivesse indutível ocorria a continuação da ablação. O objetivo eficácia foi a não reindutibilidade da TV e segurança foi a taxa de complicações do procedimento. Resultados: A maioria dos pacientes eram do sexo masculino, com idade mediana de 67 (58,70) e 58 (43, 66) anos e FEVE de 31,1±11,5% and 41,0±17%, respectivamente. Ocorreu significativamente menos falhas da ablação no grupo combinado (2/15) em comparação ao grupo endocárcico exclusivo (9/126, P=0,21). A ablação epicárdica foi também realizada em nove pacientes do grupo endocárdico exclusivo devido a ausência de cicatriz endocárdica e manutenção da indutibilidade da TV. Não se observou complicações relacionadas ao procedimento. Conclusão: Neste estudo randomizado de ablação epicárdica e endocárdica de TV em pacientes com Doença de Chagas, ocorreu menos insucesso na ablação quando a estratégia combinada endo e epicárdico foi utilizada. Ambas estratégias foram seguras.

Descritores: cardiomiopatia chagásica, ablação por cateter, taquicardia ventricular, pericárdio, estudo de prova de conceito.

Pisani CF. Estudo prospectivo e randomizado para avaliar a eficácia e segurança da ablação epicárdica de taquicardia ventricular utilizando cateter irrigado com sensor de contato [tese]. São Paulo: Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, 2018.

Autor: Cristiano Faria Pisani
Orientador: Prof. Dr. Maurício Ibrahim Scanavacca
Programa: Cardiologia
Data e local: 20 de fevereiro de 2019, 14h, no anfiteatro do incor – Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 44 – 2º andar – Bl. I.

Acesse a tese completa em PDF

Receba novidades do InCor

Escreva abaixo seu nome e email para lhe enviarmos nossa newsletter semanal com as últimas atualizações do portal Referência InCor.


Publicidade
back-top