O impacto da lei antifumo sobre a morbimortalidade por infarto em São Paulo

A lei antifumo que começou a vigorar em 2009 no Estado de São Paulo resultou em uma redução no número e na morte por infarto, conforme pesquisa do InCor

20/02/2018 | 09:06

Tania Ogawa Abe, Jaqueline Issa e Roberto Kalil Filho *

Foto: Myriams-Fotos / Pixabay

Estudos realizados em outras cidades e países que adotaram leis antifumo já haviam mostrado redução na ocorrência de infartos após as leis. A comprovação de que essa legislação também contribui para a redução da taxa de morte por infarto, principalmente em uma população miscigenada como a brasileira, veio nesse estudo da Área de Cardiologia do Programa de Tratamento do Tabagismo do InCor.

Leia mais: O estresse que pode atacar o coração e até matar

A pesquisa comparou taxas de infarto antes e após a vigência da lei antifumo paulista, utilizando metodologia estatística que permitiu analisar em conjunto poluentes atmosféricos e componentes do clima, como temperatura e umidade relativa do ar, uma vez que estes componentes também podem interferir na ocorrência de problemas cardiovasculares.

Acredita-se que a população que mais se beneficiou da lei antifumo foi a de tabagistas passivos (pessoas que não fumam mas que, porém, convivem diretamente com tabagistas). A redução da mortalidade foi de 11,9% nos primeiros 17 meses após a lei antifumo, enquanto a redução na ocorrência de infartos foi de 5,4%, nos primeiros 3 meses depois d a lei. A redução do tabagismo ocorreu de maneira mais lenta (cerca de 3 anos após a lei).

Essa análise foi feita na cidade de São Paulo e contribui para que os esforços no combate ao fumo continuem no Brasil.

* Cardiologista da Área de Cardiologia do Programa de Tratamento do Tabagismo
Coordenadora da Área de Cardiologia do Programa de Tratamento do Tabagismo
Diretor da Divisão de Cardiologia Clínica

Receba novidades do InCor

Escreva abaixo seu nome e email para lhe enviarmos nossa newsletter semanal com as últimas atualizações do portal Referência InCor.


Publicidade
back-top